FANDOM


P. Bowen
P. Bowen
Imformação Biográfica
Nascido

Janeiro de 1895

Morte

Maio de 1970

Também conhecido como

Bowen

Informação Fisica
Espécie

Bruxa

Gênero

Feminina

Cor do Cabelo

Castanho

Informação Familiar
Membro da Familia
Caracteristicas Mágicas
Poderes Ativos
Poderes Inativos
Poderes Básicos
Itens Mágicos

Livro das Sombras

Afiliação
Ocupação

Fotógrafa

Próxima Vida

Prue Halliwell

Lealdade

P. Baxter

.
P. Baxter: "Deve ter cortado muito sangue para seu cérebro."
P. Bowen: "Deve ter"
Baxter e Bowen falando sobre P. Russell.[src]

P. Bowen era uma bruxa descendente da linhagem de bruxas Warren. Nascida em janeiro de 1895[1] por Gregory e Lola M.[1], ela era uma bruxa mágica boa com o poder da criocinese, e vivia com suas primas, P. Russell e P. Baxter, em 1329 Prescott Street. Ela trabalhou como fotógrafa profissional durante os speakeasies de Baxter.

Bowen não se casou nem teve filhos, e faleceu em algum momento antes de 1970, após o qual ela renasceu como a bisneta mais velha de Baxter, Prudence Halliwell.

HistóriaEditar

Início da VidaEditar

Bowen tinha duas primas em primeiro grau através da família de seu pai; P. Baxter e P. Russell. Bowen viveu com Baxter e seu marido, Gordon Johnson, em uma Mansão Vitoriana em São Francisco juntamente com Russell.

Trabalhando no SpeakeasyEditar

"Estávamos todas relacionadas. Primas. E morávamos aqui na mansão nos anos 20."
Phoebe Halliwell falando sobre as primas.[src]
Bowen working

Bowen tirando um retrato.

Como fotógrafa profissional, Bowen era excepcionalmente habilidosa em seu trabalho, dadas as inúmeras pessoas que faziam fila para que ela tirasse seus retratos durante o speakeasies que Baxter hospedou lá. Magia era, aparentemente, usada abertamente nos speakeasies, enquanto Russell fazia poções e lançava feitiços para os clientes, e adivinhava o futuro em um estande no conservatório.

Em 1924, Bowen e Baxter descobriram que o amante de Russell, Anton, era um feiticeiro imortal e que ela tinha sido influenciada pelo mal por ele. Por um breve momento, pelo menos, os dois primos esperaram o tempo, talvez esperando que Russell voltasse.

Lutando Com RussellEditar

"Como se sente por ser impotente contra mim?"
—Russel provocando Bowen durante o confronto delas.[src]
Cousins talking

Bowen com Russell

No entanto, os dois primos finalmente perceberam que Russell tinha sido influenciada além da razão, e elas acreditando que ela e o imortal Anton eram almas gêmeas. Assim, em fevereiro de 1924, Bowen disse a Baxter para encontrar um feitiço para amaldiçoar Russell e todas as suas futuras encarnações, pois planejavam revidar quando seu primo maligno e seu amante atacaram, e garantir que ela não pudesse se reunir com Anton em qualquer vida. .

No speakeasy, Bowen tentou convencer Russell a falar com ela, mas ela disse que elas tinham acabado de falar. Baxter então se aproximou dela e passou-lhe a maldição, que ela então colocou em ação.

Bowen: "Por que ela está fugindo de nós? Por que ela não está apenas usando seu poder?"
Baxter: "Ela provavelmente está tentando nos atrair para outra armadilha."
— Bowen e Baxter antes de seguir Russell no andar de cima.[src]
Past10

Bowen e Russell lutando.

Mais tarde, Russell pediu a Bowen que falasse no andar de cima. Pouco antes de poder responder, Baxter foi ouvido gritando no corredor. Russell então disparou um jato de fogo de sua mão em Bowen, que ela extinguiu com o hálito frio e gelado. Ela então tentou usar seu poder diretamente em Russell, mas o Amuleto de Proteção de Russell absorveu-o. Depois de um comentário insultuoso de Russell, Bowen usou sua câmera para cegá-la por um segundo e derrubou-a. Baxter então chegou do outro quarto e começou a engasgar com Russell enquanto Bowen punha o feitiço. No entanto, antes que eles pudessem lançá-lo, o corpo de Russell estava possuído por sua próxima vida, Phoebe Halliwell, que conseguiu escapar das garras dos primos e correu para o andar de cima. Bowen disparou sua respiração gelada para ela na escada, que errou, antes de segui-la para cima com Baxter.

Amaldiçoando RussellEditar

Past02

Bowen before casting the curse.

Phoebe Halliwell (no corpo de Russell): "Uh, eu não sou quem você pensa que sou. Sou um eu diferente. Sou eu de outra vida em que evoluímos para irmãs. Boas irmãs. Irmãs felizes."
Baxter: "Deve ter cortado muito sangue para o cérebro dela"
Bowen: "Deve ter"
— Bowen e Baxter rejeitando as alegações de Phoebe.[src]

Bowen e Baxter seguiram Phoebe para o andar de cima, mas perceberam que ela havia passado por elas e voltado para baixo. Elas desceram bem a tempo de prendê-la, amarrar um laço em volta do pescoço e tirar a maldição de volta. As duas o lançaram, embora olhando confusamente enquanto Phoebe murmurava um feitiço, tentando retornar ao próprio corpo. As primas mataram Russell com a maldição sendo bem sucedida enquanto Phoebe escapou. Não se sabe o que as primas fizeram com o corpo dela.

Vida PosteriorEditar

Bowen nunca se casou nem teve filhos, ao contrário de Baxter que teve uma filha, Penelope. Bowen morreu em algum momento antes de 1970, altura em que foi reencarnada como a primeira bisneta de Baxter e a mais velha das Encantadas, Prudence Halliwell.

A câmera de Bowen era mantida no Sótão da casa, atualmente conhecida como a Mansão Halliwell. Phoebe se deparou enquanto procurava pela árvore genealógica. Encontrar a câmera e saber que sua vida passada era uma fotógrafa, inspirou Prue a deixar seu emprego na Casa de Leilões Buckland e a procurar um emprego de fotografa, pelo qual sempre teve paixão.

Descrição FísicaEditar

Quando a alma de Phoebe entrou no corpo de Russell, ela reconheceu a alma de sua irmã Prue em Bowen, e por isso ela parecia idêntica a Prue. No entanto, Bowen tinha cabelos castanho-avermelhados em um curto bob, e não se sabe se a cor dos olhos (verde como Prue) era a cor dos olhos reais.

Personalidade e TraçosEditar

Bowen Baxter Search Russell

Bowen e Baxter procuram por Russell.

Como fotógrafa, Bowen era amável com seus clientes, dirigindo-se a eles com um sorriso cortês e até mesmo ajudando-os a ter a melhor aparência possível antes de tirar suas fotos.

No entanto, em sua persona como bruxa, Bowen parecia ser austera, intimidadora, poderosa e engenhosa. Por exemplo, durante sua luta com Russell, ela usou sua câmera para temporariamente cegar Russell para derrubá-la. Ela também era capaz de tomar decisões difíceis das quais ela não se arrependia, como se viu quando - ao contrário de Baxter - não teve escrúpulos em matar e amaldiçoar Russell.

Poderes e HabilidadesEditar

2x14-Cryokinesis3

Bowen projeta um fluxo de gelo para Russell.

Poderes Básicos
  • Feitiços: A habilidade de lançar feitiços e realizar rituais.
  • Poções: A habilidade de preparar poções.
  • Vidência: A habilidade de localizar uma pessoa ou objeto pelo uso de um cristal, um mapa e algumas vezes outras ferramentas.
  • Mediunidade: A habilidade de ver e se comunicar com os espíritos dos mortos.
Poderes Ativos
  • Criocinese: A habilidade de criar e manipular o frio e o gelo, geralmente para projetar fluxos ou rajadas de frio intenso destinadas a congelar alvos. Bowen ativou este poder soprando em sua mão, e mostrou-se forte o suficiente para não apenas extinguir o fogo, mas também desintegrar objetos.

Notas e CuriosidadesEditar

  • É muito provável que o primeiro nome de Bowen tenha sido Phoebe, já que, naquele That '70s Episode, Patty Halliwell mencionou uma tia Phoebe. Como ela não tinha tias do lado de sua mãe, isso poderia significar que ela estava se referindo a Bowen, que era a única outra relação de Warren que ela poderia estar falando. No entanto, é possível que Phoebe fosse parente de Allen e Janice Halliwell, ou simplesmente uma tia substituta.
  • Outra possibilidade é o nome "Pearl", como Phoebe uma vez mencionou uma tia Pearl. No entanto, esta poderia ter sido uma irmã de Victor Bennett ou alguma outra relação, já que parece incomum que ela chame um parente que nunca conheceu de "Tia".
  • De acordo com a árvore genealógica de Halliwell, Bowen morreu em maio de 1971. No entanto, como sua vida futura, Prue Halliwell, nasceu no ano anterior, essa data deve ser imprecisa, assim como a maior parte da árvore.
  • Bowen foi destaque no conto, Family History, como uma das bruxas Warren que ajudou a vencer o demônio Astarte. Ao contrário dos outros, Bowen teve o pior tempo pronunciando seu nome, a ponto de ninguém tê-la corrigido após o primeiro par de vezes.
  • Era provável que Bowen fosse renomado como um formidável guerreiro na luta contra o mal, pois Anton achava necessário triplicar os poderes de Russell para o caso de suas primas estarem "prontas para eles". De fato, mesmo depois que a pirocinese de Russell foi aumentada em arremesso de fogo, a criocinese de Bowen ainda era poderosa o suficiente para extinguir seu fluxo de fogo, e foi apenas o amuleto de Russell que a impediu de ser afetada pelos poderes de Bowen, bruxa mais forte que Russell.

Aparições Editar

P. Bowen apareceu em um total de um episódio ao longo da série.

2 ª Temporada
Pardon My Past (Primeira Aparição)
5ª Temporada
Baby's First Demon (Apenas Mencionado)

ReferênciasEditar

  1. 1,0 1,1 Informações retiradas da árvore genealógica de Halliwell vista em Pardon My Past e Baby's First Demon.